SANTA MARIA DE LAMAS

A vila que pela segunda vez recebe o BASQUEIRAL não é novata nestas andanças de se transformar num palco e acolher os artistas da música. Pode-se afirmar que, ao longo da sua história, conquistou o rótulo concelhio de ser terra que gosta de boa música. O BASQUEIRAL é herdeiro de noites míticas no pavilhão do Clube Futebol União de Lamas, das animações no parque ou das mais recentes edições do Lamas Rock e Lamas Sound. Sem estes antepassados talvez o BASQUEIRAL nunca viesse a existir.

Outro rótulo que também orgulha os lamacenses é o de ser conhecida como a terra dos corticeiros, indústria que desde a década de vinte do século passado continua a ser o principal motor económico da freguesia, deixando inevitavelmente marcas na identidade e cultura local.

O Parque de Lamas é um dos seus ex-libris, ideal para passeios pedonais e piqueniques enquanto se desfruta dos seus belos jardins na companhia de estátuas e esculturas.

O Museu de Lamas é outro motivo para uma visita. Popularmente apelidado de “Museu da Cortiça”, o MSML constitui um caso particular na história da museografia portuguesa do século XX. Resultante do espírito colecionista do seu fundador, o benemérito e industrial “corticeiro”, Henrique Amorim (1902 – 1977), o MSML destaca-se pela quantidade, qualidade e variedade do seu espólio. A arte sacra, a estatuária portuguesa, a etnografia, as ciências naturais, a escultura em cortiça e a arqueologia da indústria corticeira, merecem especial destaque no MSML.

Motivos não faltam, visite Santa Maria de Lamas, estamos cá para o receber.